sexta-feira, 12 de março de 2010

A rosa brigou com o cravo.

Uma rosa,bem rosinha,feita de amor e frescor conheceu um cravinho feinho e tristinho,apesar disso o cravinho soube conquistar a rosa,que carente de atenção se entregou a paixão.Ela sentia algo ardendo queimanado que nem cabia no peito de tão quente,era preciso por pra fora,chorava,abraçava,beijava,dizia pro cravo que o amava,passava horas conversando com ele e não se cansava de decorar cada detalhe da conversa,cada olhar,cada sorriso pra lembrar nos momentos de saudade.
O tempo foi passando e os encontros entre eles não eram tão calorosos como antes,nada era como antes,nada era quente,era tudo morno,quase frio.Apesar disso ele continuava a recebe-la com um sorriso e atendendo pouco de seus pedidos pacientemente como ele sempre fez com todos os outros.
Foi quando a rosinha viu que não era especial pro cravinho como ele era pra ela,então ela chamou seu cravo pra debaixo de uma sacada trocaram frases pequenas,lágrimas delas,tristeza dele...brigaram!
Ele saiu ferido e ela despedaçada.

3 comentários:

Big Bitch ~ disse...

o amor é uma flor roxa q nasce no coraçao dos trouxas :( existem cravinhos melhores no jardim da vida rosinha !falando nisso, FELIZ ANIVERSÁRIO !

Kamila disse...

Brigado big bitch!;D

th! disse...

Que bonitinho!